Blog

Toxina botulínica: muito além das rugas de expressão

Toxina botulínica: muito além das rugas de expressão

14/07/2017

A toxina botulínica é uma substância que inibe a contração da musculatura e a ação das glândulas sudoríparas na região do corpo em que é aplicada. Por este motivo, além de ser utilizada como tratamento para as rugas de expressão, é usada para solucionar condições como a hiperidrose, a rosácea, a queda de cabelo (em estudo) e o queloide.

A primeira indicação de uso terapêutico da toxina botulínica foi no combate ao estrabismo. Além da dermatologia e da oftalmologia, ela pode ser prescrita por dentistas, neurologistas, fisiatras, urologistas e profissionais de outras especialidades para tratar o bruxismo, a enxaqueca, a bexiga neurogênica, o vaginismo (dor sentida pela mulher durante a relação sexual), entre outras patologias. Ainda assim, a área em que a versatilidade da toxina botulínica é mais amplamente explorada continua sendo a dermatologia.

A ação da toxina botulínica, porém, é temporária. Após um determinado período em geral 5 meses  em média para as rugas de expressão, ela perde a eficácia e a condição inicial retorna, gradativamente. Essa é a razão pela qual é preciso realizar novas aplicações depois de um certo intervalo de tempo.

Geralmente, o tratamento é feito em uma única sessão. Para isso, o dermatologista precisa calcular a dosagem correta da substância e identificar, assertivamente, os locais das injeções.

O procedimento é realizado com agulhas e, dependendo da região do corpo, do tipo de material e da técnica empregada pelo médico, pode ser indolor. A aplicação é feita com uma agulha muito fina e, para amenizar o desconforto, pode ser administrada uma anestesia vibratória ou um medicamento tópico.

A pele precisa estar limpa para a injeção de toxina botulínica. Essa higienização é realizada no próprio consultório médico, instantes antes de a substância ser aplicada.

Principais procedimentos dermatológicos feitos com toxina botulínica

Hiperidrose

É uma condição que provoca suor excessivo, mesmo quando a pessoa está em repouso, porque as glândulas sudoríparas, nesse caso, são hiperfuncionantes.

A doença é desencadeada por fatores hereditários, emocionais ou devido a alguma outra patologia. As axilas, palmas das mãos, rosto, cabeça, plantas dos pés e virilhas são as partes do corpo mais afetadas.

Rosácea

A rosácea é uma doença vascular inflamatória crônica. Na maioria das vezes, ocorre em adultos com idade entre 30 e 50 anos. As mulheres são as mais afetadas. Nos homens, entretanto, a condição se manifesta de forma mais grave., com rinofima, aumento do volume do nariz.

Queloide

Quando ocorre um crescimento anormal de tecido cicatricial após um trauma, corte ou cirurgia de pele, diz-se que se formou um queloide. A maior parte dos casos é identificada em mulheres e na raça negra.