Peelings

Trata-se de um dos procedimentos mais utilizados na dermatologia atual. Pode ser físico (abrasão) ou químico (ácidos) e é classificado em superficial, médio e profundo.

Pode tratar a face, pescoço, colo, braços, dorso das mãos e, menos comumente, pernas. O objetivo do tratamento é remover as camadas mais superficiais da pele, melhorando a textura cutânea e atenuando os poros abertos, manchas, linhas e cicatrizes. Também trata e previne lesões pré-cancerígenas provocadas pelo sol.

O peeling físico-químico (combinação das técnicas) é considerado um procedimento superficial e pode ser usado em todos os tons de pele. Durante o tratamento, uma ponteira diamantada, associada a um mecanismo de sucção, é aplicada na pele, removendo apenas sua camada mais superficial. Em seguida, substâncias (ácido retinóico, ácido glicólico, ácido salicílico, máscara de vitamina C, etc) são aplicadas para aumentar o resultado do tratamento e deixar a pele mais saudável, luminosa e homogênea. É uma técnica rápida e bem tolerada, permitindo o retorno imediato às atividades diárias.